Abra a janela e deixe o Sol entrar

            Era como uma criança com trauma que não queria mais recordar do que passou. São lembranças e recordações jogadas pelo chão, misturadas as lágrimas que desciam de seu rosto. Naquele quarto escuro um vento frio passava por ali. Fotos rasgadas, papéis amassados, lembranças que doem, machucam a alma. Precisava desfazer-se daquilo. Em memória era um filme antigo, a dança na chuva ao som da melodia que ficou marcada. O rádio ligado à madrugada tocava aquela música, que a cada frase rasgava o coração.
           O coração palpitava junto às batidas da música. Era como se fossem ondas vibrando no interior da alma. A cada passo no quarto eram passos vazios, passos escuros apenas de um lado para o outro, esperando o telefone tocar, para ouvir aquele alô que não saiu da cabeça desde a última ligação. Faz tempo que o telefone não tocava, no quarto só havia barulho das batidas do coração e das lágrimas que caíam no chão que pareciam pedaços de vidros que se quebravam.  
          Só havia duas escolhas, entregar-se a amargura e viver no quarto escuro junto com as lembranças e recordações que matava a cada dia mais seu coração ou abrir as janelas deixar o sol entrar, iluminar e aquecer o ambiente frio daquela vida, naquele quarto.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comentários:

Gilson Fox disse...

Depois que deixei o sol entrar nunca mais fechei a janela!
bjão filhota.

Ariana disse...

Eu tbm gilson, depois q eu deixei o sol entrar não fechei maiis.

Kenia Chan disse...

Que detalhes expressivos. Voce ta muito madura em menininha. Pode sentir o passado.

herberthreis disse...

Foi no meu blog e não deixou um comentario como vai vc bjs

Pegadas do Coração disse...

É tão tenso..Triste.. Viver em completa solidão, afastado das pessoas que o ama,preocupa-se com você!
A melhor escolha é deixar o sol entrar e nunca mais fechar a janela que transformará sua tristeza num belo sorriso...

Waltin Sousa disse...

bhá´´aá guria! q direi, neste momento?

melancolia, nostagia, lombalgia!
num sei, só sei q tudo doi, corroe, destroi!
os cacos, os vidros, são + q 1 S2!
são retrados dos sonhos, partidos, despedaçados ao chão.

esperança, dezesperada!
é a novela da vida real, com suas decepsões, ilusão! nossas vidas não passam d 1 filme d ficção! passos marcados na praia! chuva no deseto, seca num pantanal!
coisa q marcam!
vem e se vai!
como num simples temporal!

disfarsamos nossas lágrimas, em vãns sorrisos,
gargalhadas q abafam choros!por traz d cada sorriso sai uma lágrima d dor!

dor, lágrimas, decepsão momentânea. inludidos somos por nossas proprias ilusões!
hj todo isso!

+ amanhã! rsrsrs amanhã!
vc olhará pra traz, vais rir, e agradecer a DEUS, por tal sofrimento! afinal! os males só vem para o bem! pq hj podemos remediar!
amanhã só nos restariam, lementar!
e vc diria!
não dava, dá, nem ira dar serto!

pq hj! é 1 dia d sofrimento em sua vida!
+ amanhã, seria uma vida d sofrimento!

afff! nem sei o pq q falei tal coisa!
+ falei! deixarei!só perdoa, este pobre!
d S2, pesso-te 1000 & 1 perdões!

inté minina!
há adorei tudo quanto vóz micê escrevestes! bjos! tende bom animo! pois DEUS é contigo!

Postar um comentário